Laboratórios

Sigla: LabSenso
Contatos / E-mail: carlos.cavalheiro@ufba.br; mcasilva@ufba.br
Função do Laboratório:

O LabSenso foi criado para atender às demandas das atividades de ensino de graduação e pós-graduação, sobretudo no que diz respeito à avaliação das características sensoriais, tais como sabor, aroma, cor, maciez, suculência, dentre outros, dos produtos alimentares de origem animal destinados ao consumo humano desenvolvidos durante as atividades de ensino e pesquisa coordenadas pelos professores que integram a equipe executora, bem como por outros colaboradores eventuais, bem como verificar a sua aceitação por público alvo específico ou mesmo da população em geral, através de testes de avaliação sensorial estruturados.

A equipe do LabSenso também é composta por:

  • Nilma Pereira Costa (Técnica – Bióloga)
  • Med. Vet. Adrielle Bahiense Trevisan (Doutoranda)
  • Med. Vet. Josy de Lima Godói (Mestranda)
  • Anísio Iuri Lima dos Santos Rosário (Bolsista PIBIC)
  • Laércio Diniz Queiroz Silva (Bolsista PIBIC)
  • Marcos Cruz dos Santos (Bolsista PIBIC)
  • Everton Lima (Bolsista PIBIC)
  • Mateus Neves (Bolsista PIBIC)
  • Thainara Rocha (Bolsista Voluntária PIBIC)
  • Ewerton Luan Santos de Oliveira (Bolsista Permanecer)
  • Guilherme Figueiredo (Bolsista Permanecer)
Principais Linhas de Pesquisa:
  • Análise sensorial de produtos de origem animal
  • Perfil dos consumidores de produtos de origem animal
Descrição:

O LabSenso tem por finalidades realizar estudos de avaliação sensorial e de aceitação dos consumidores dos mais variados produtos alimentares de origem animal, a exemplo dos trabalhos que já foram desenvolvidos envolvendo carne de avestruz, tilápia salgada e defumada, linguiça de carne ovina, dentre outros.

Sigla: LAC
Contatos / E-mail: pita@ufba.br
Função do Laboratório:

Prestação de serviços diagnósticos, formação de residentes em Patologia Clínica Veterinária, e treinamento de alunos e médicos veterinários.

O LAC conta com a seguinte equipe:

  • Prof. Dr. Luís Fernando Pita Gondim
  • Dra. Iris Daniela dos Santos Meneses
  • Dra. Ludmila Rodrigus Moroz
  • Taís Barbosa Souza
  • Olivia Bomfim da Silva
  • Rosemary Rozas Costa
  • Marinalva Gonsaga dos Santos
Descrição:

O LAC realiza hemogramas, exames bioquímicos diversos, urinálise, exame do líquor, exame de derrames cavitários, citologias (medula óssea, lesões cutâneas, subcutâneas e viscerais) e exame de raspado cutâneo.

Sigla: LAADS
Contatos / E-mail: mmmdf@ufba.br
Função do Laboratório:

No laboratório são ministradas aulas da graduação em Medicina Veterinária e Zootecnia, além de desenvolver pesquisas sobre a anatomia comparada dos animais domésticos e silvestres.

Contato: (71) 3283-6715

A equipe do LAADS também é composta por:

  • Funcionário: Lázaro dos Santos Luz.
  • Monitores: MEV 100 - Ágata Conceição; Samuel Keryson Felix; Maria Letícia Dantas; MEV101: Suane Boaventura; Amanda Lula; Estela Larissa dos Santos; Lara Maciel Rocha; Matheus Ribeiro; MEV454: Noemi Ferreira.
  • Monitores Permanecer: Narriman Amorim; Jessica Boaventura; Elma, Edgard Luiz; Alana Araújo; Arthur Luan Gomes; Taiane Sena; Uilquer Silva dos Santos.
  • Estagiários: Catharina Farias; Fernanda Bueno; Milena Serravalle; Isadora Saraiva; Kiyomi Pimentel; Hadassa Gabriela Coelho; Eduardo Teixeira.
Principais Linhas de Pesquisa:

Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres.

Descrição:

O Setor de Anatomia possui quatro laboratórios que são disponibilizados para aulas de graduação de Medicina Veterinária e Zootecnia, além de realização de cursos práticos de outras disciplinas ou cursos oferecidos pela EMEVZ quando solicitado. Pesquisas em andamento no LAADS: Morfologia do Aparelho Urogenital masculino de Leontopithecus chrysomelas (mico-leão-de-cara-dourada); Origem e distribuição do nervo frênico de cachorro-do-mato (Cerdocyon thous, Linaeus 1766); Características anatômicas do plexo Lombossacral de cachorro-do-mato (Cerdocyon thous, Linaeus 1766) e Morfologia do Sistema Genital feminino de Quelônios. Atualmente, damos apoio à duas teses de Doutorado do Programa de Pós-graduação em Ciência Animal nos Trópicos / EMEVZ - UFBA.

Sigla: LASOA
Contatos / E-mail: albinati@ufba.br; vidal@ufba.br
Função do Laboratório:

Apoio às aulas práticas das disciplinas MEV123 Piscicultura; MEVA88 Aquicultura de água doce e MEVA98 Aquicultura de água salgada. Desenvolvimento de pesquisas voltadas ao desenvolvimento da  produção e sanidade de organismos aquáticos.

Principais Linhas de Pesquisa:
  • Produção em aquicultura
  • Nutrição e alimentação de peixes
Grupo de Pesquisa:

Grupo de Estudos em Aquicultura - GEA

Descrição:

Atualmente o LASOA possui um projeto de melhorias na sua capacidade instalada, com a implantação de um sistema de recirculação moderno, que permitirá a execução de experimentos de pesquisa, além de abrir a oportunidade futura de vagas para estágios. No presente momento, o LASOA presta suporte a projetos de pesquisa vinculados a professores da EMVZ, Instituto de Biologia da UFBA (IBIO) e instituições de ensino superior e pesquisa parceiras (UNIVASF e UFRB).

Sigla: LABAC
Contatos / E-mail: melissahp@ufba.br
Função do Laboratório:

O LABAC objetiva prestar serviço especializado de diagnóstico de doenças infecciosas, com ênfase em bacterioses, através da utilização de técnicas microbiológicas de isolamento, identificação, teste de susceptibilidade a antimicrobianos e provas sorológicas. Adicionalmente, propõe-se auxiliar nas atividades de ensino, pesquisa e a orientação dos profissionais solicitantes acerca da conduta preventiva mais recomendada para as diversas situações encontradas.

Disciplina para a Graduação: MEVB81 – Bacterioses dos Animais

Disciplinas para a Pós-Graduação: MEV 526 – Tópicos em Saúde Animal (PPGCAT) e BIOD21 Tópicos Avançados em Microbiologia (PGMICRO)

 

A equipe do LABAC é formada por:

  • Profa. Melissa Hanzen Pinna Valentim
  • M.V. DSc. Marta Vasconcelos Bittencourt
  • M.V. MSc. Evandro Pereira Neto
  • Marinalva Santos Gonsaga – Auxiliar de Laboratório
  • Pós-graduandos: Daniela Santos Almeida (Doutoranda); Lucas Nogueira Paz (Mestrando); Josy Godoi (Mestranda)
  • Bolsistas de Iniciação Científica: Bruna Lessa Silva; Alice Santos Moreira; Beatriz Souza Praseres
  • Bolsistas Permanecer: Evane Oliveira Sena; Eridane Andrade da Silva
Principais Linhas de Pesquisa:
  • Leptospirose animal
  • Mastite
  • Investigação bacteriológica na oftalmologia
  • Brucelose animal
Grupo de Pesquisa:

Doenças Infecciosas dos Animais – UFBA: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/6093202438911220

Descrição:

O LABAC, além de suas atividades didáticas e de extensão, objetiva o estudo das enfermidades infecciosas que interferem na sanidade dos animais, avaliando sua ocorrência, epidemiologia, tratamento, profilaxia e, principalmente, métodos de diagnósticos diretos ou indiretos. Assim, o estudo da leptospirose, brucelose, mastite, tuberculose, artrite-encefalite caprina, Maedi-Visna e outras doenças vem sendo realizado em equinos, caprinos, ovinos, bovinos e também em caninos e animais silvestres.

Sigla: BIOMOL
Contatos / E-mail: sabrina.lambert@bol.com.br; sabrina.lambert@ufba.br
Função do Laboratório:

O laboratório executa atividades de ensino e pesquisa na área de biologia molecular, além de auxiliar na formação técnica e científica de profissionais na área. Recentemente, o laboratório disponibilizou ao HOSPIMEV o serviço de extensão (está aguardando a liberação).

O BIOMOL desenvolve também um programa de estágios de iniciação científica para estudantes de Medicina Veterinária e áreas afins, o grupo atualmente é formado pelos seguintes acadêmico:
Amanda Andrade do Rosário (Ciências Biológicas/ UFBA)
Larissa Soares (Ciências Biológicas/ UFBA)
Ival Helmes (Medicina Veterinária/ UFBA)
Gustavo Schettini (Medicina Veterinária/ UFBA)
Juliana Alves (Medicina Veterinária/ UFBA)
Juliana Gosmes (Medicina Veterinária/ UFBA)
Principais Linhas de Pesquisa:
  • Análise do perfil genotípico de nematódeos gastrointestinais de caprinos quanto à resistência aos benzimidazóis.
  • Estudo de diversidade genética de espécies de importância veterinária
  • Wolbachia sp. e leishmaniose visceral: possibilidades para o uso da bactéria no controle biológico da doença.
  • Avaliação in vitro da atividade de extratos de Digitaria insularis sobre os protozoários Neospora caninum e Toxoplasma gondii
Grupo de Pesquisa:

Doenças dos Ruminantes: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/7876862348420353

Descrição:

O BIOMOL desenvolve pesquisas na área de biologia molecular, voltadas para o diagnóstico e estudo de diversidade de espécies, além de auxiliar na formação técnica e científica de profissionais. Como atividade de extensão, o laboratório tem capacidade de realizar diversos tipos de diagnósticos molecurares para o atendimento da demanda do HOSPIMEV/UFBA.

Sigla: BIOPA
Contatos / E-mail: vasco@ufba.br
Função do Laboratório:

Pesquisa e Didático

Principais Linhas de Pesquisa:

Criopreservação de sêmen de peixes; Biotecnologias da fisiologia na produção animal

Grupo de Pesquisa:

 

Descrição:

O BIOPA se dedica à realização de orientações técnicas a criadores da produção animal e orientações de acadêmicos em rotinas de manejo e biotecnologias da fisiologia na produção animal. Pesquisa em andamento: Avaliação de protocolos de criopreservação de sêmen de peixes.

Sigla: CineSaúdeÚnica
Contatos / E-mail: franke@ufba.br
Função do Laboratório:

Pesquisa, ensino e extensão, por meio da produção e difusão de vídeos, áudios e documentários científicos/educativos sobre temas relevantes em saúde, meio ambiente e cultura.

A equipe do CineSaúdeÚnica também é composta por:

  • Prof. Dr. Jairo Torres Magalhães Junior - UFOB
  • Ms. Ricardo Lustosa Brito
  • Ms. Pedro Cerqueira Lima
  • Ms. Ianei de Oliveira Carneiro
  • Dr. Aroldo José Borges Carneiro
Principais Linhas de Pesquisa:

Metodologia de comunicação em saúde, meio ambiente e cultura

Grupo de Pesquisa:

Infectologia Veterinária: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/9180680339867048

Descrição:

O laboratório foi criado com o objetivo de contribuir para que o conhecimento gerado nas universidades e centros de pesquisas nacionais e internacionais seja disponibilizado à sociedade. A difusão desse conhecimento, na forma de peças de vídeo, áudio e documentários, principalmente no ambiente web e em ciclos presenciais de exibição pública, busca promover o empoderamento da sociedade, democratizando o acesso ao conhecimento.

Sigla: LDPA
Contatos / E-mail: ademiltonlab@gmail.com
Função do Laboratório:

O LDPA têm as funções de apoiar as pesquisas desenvolvidas no âmbito da EMEVZ e de realizar os diagnósticos parasitologicos demandados pelo Hospital Veterinário.

Coordenador: Ademilton Silva

Epquipe: Ademilton Silva e Gilda de Souza Santos

Sigla: Setor de Imagem
Contatos / E-mail: cmuramoto@ufba.br
Função do Laboratório:

Prestação de serviços de ultrassonografia e radiologia veterinária e apoio ao ensino e à pesquisa relacionada às modalidades de diagnóstico por imagem

A equipe do Laboratório de Diagnóstico por Imagem é composta por:

  • Caterina Muramoto (Professora adjunta de diagnóstico por imagem),
  • Jenice Gonçalves de Farias (Médica Veterinária do corpo técnico do Hospmev),
  • Epifânio José Fernandes Neto (Médica Veterinária do corpo técnico do Hospmev),
  • Edisandro de Oliveira Novais (técnico em radiologia),
  • Newdyson John da Silva Borges (Técnico em Radiologia)

 

Principais Linhas de Pesquisa:

Avaliação ultrassonográfica para padronização da normalidade e como auxiliar no diagnóstico de doenças em animais domésticos e silvestres

Descrição:
 

O exame radiográfico é realizado apenas para pacientes do HOSPMEV e deve-se apresentar requerimento totalmente preenchido, certificar-se que há vaga para realização do exame na data, pagamento da taxa do exame e 2 pessoas maiores de 18 anos e não gestante para auxiliar no posicionamento do animal.

O animal deve estar acompanhado por 2 pessoas que auxiliarão no posicionamento do paciente de acordo com as instruções do técnico do serviço. É proibido a entrada de menores de 18 anos e gestantes durante a realização de exames radiográficos.

Exames especiais, como os contrastados deverão ser agendados com o Médico Veterinário do setor pelo médico veterinário solicitante.

O exame ultrassonográfico é realizado apenas para pacientes do HOSPMEV. Os exames devem ser agendados na recepção do HOSPMEV, local em que serão passadas as informações de preparo do paciente para o exame.

Solicitação de exames extras (encaixes) deve ser feita diretamente pelo Médico Veterinário responsável pelo caso ao Médico Veterinário do serviço.

Sigla: LHC
Contatos / E-mail: jmcn@ufba.br
Função do Laboratório:

O LHC tem função didática

A equipe do LHC também é composta por:

  • Dr. Emanoel Ferreira Martins Filho (Pós-doutorando)
  • Dr. Érica Augusta dos Anjos Cerqueira da Silva (Pós-graduando)
  • Roberta Rigaud Short Sacramento (Pós-graduando)
  • George Willane Mota dos Santos Mercês (Pós-graduando)
  • Graziela Souza Dias (Estagiário)
  • Driely Oliveira Costa (Estagiário)
  • Gabriel Meneses Rodrigues (Estagiário)
  • Rafael da Cruz Morais (Estagiário)
  • Nataniele de Almeida Rios (Estagiário)
  • Fábia Moreno (Estagiário)
Principais Linhas de Pesquisa:

Técnica Operatória e Metodologia do Ensino

Grupo de Pesquisa:

Cirurgia Veterinária - Técnica, Clínica e Patologia: dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/9393706366334802

Descrição:

Disseminar conhecimentos técnicos cirúrgicos aplicados ao ensino da Medicina veterinária e áreas afins; aumentar a eficiência do ensino e aprendizado da técnica operatória através da utilização de métodos alternativos de ensino ao uso de animais. São realizadas atividades para o desenvolvimento de habilidades técnico-práticas, na área de técnica cirúrgica, por estudantes em simuladores e recursos multimídia.

Sigla: LIVE
Contatos / E-mail: barrouin@ufba.br
Função do Laboratório:

O laboratório pretende, através da geração de dados científicos e formação de recursos humanos, contribuir para o aprimoramento tecnológico e o desenvolvimento da Medicina Veterinária na Bahia e no Brasil. Com foco nas doenças zoonóticas, sobretudo na epidemiologia das leishmanioses, o grupo trabalha em uma perspectiva abrangente, que inclui os âmbitos individual, social e ambiental, com ênfase na interação homem-animal-ambiente.

Contatos: (71) 3283-6754 / 6756

Principais Linhas de Pesquisa:
Projetos em andamento:
  • Estudos sistêmicos para o aprimoramento das ações de prevenção e controle das leishmanioses no estado da Bahia: animais como hospedeiro, investigação de biomarcadores, alternativas terapêuticas e estratégias de educação em saúde.

  • Projeto de Mestrado e Doutorado:
    • Detecção de imunoglobulinas específicas contra Leishmania infantum em diferentes amostras biológicas de cães naturalmente infectados;
    • PCR quantitativa em amostras de pelo de cães domésticos para avaliação de infecção por Leishmania infantum;
    • Estabelecimento da equivalência das alterações oftálmicas e renais como fator prognóstico na leishmaniose visceral canina;
    • Avaliação de marcadores metabólicos de estresse oxidativo em cães com leishmaniose visceral submetidos ao tratamento.
  • Projetos dos Programas UFBA com estudantes de Graduação:
    • Avaliação clínica de cães portadores de leishmaniose visceral e comorbidades por outras infecções;
    • Realização de exame parasitológico de aspirados esplênicos e de linfonodo para pesquisa de infecção por Leishmania em cães;
    • Realização da técnica de PCR em amostras biológicas de aspirados esplênicos, sangue, medula óssea e linfonodos de cães naturalmente infectados por Leishmania;
    • Diagnóstico molecular de Ehrlichia spp., Babesia spp. e Hepatozoon spp. em cães com leishmaniose visceral naturalmente adquirida;
    • Associação do número de células T CD4 e T CD8 circulantes com o tamanho do baço de cães tratados contra leishmaniose visceral;
  • Projeto de Extensão aprovado pelo Edital PAEXDoc 2017:
    • Suporte no diagnóstico de leishmaniose visceral canina ao Hospital de Medicina Veterinária da Universidade Federal da Bahia (HOSPMEV-UFBA).
Grupo de Pesquisa:

Infectologia Veterinária: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/9180680339867048

Descrição:

O Laboratório de Infectologia Veterinária/LIVE atende ao setor da Clínica Médica de Pequenos Animais do HOSPMEV e realiza na rotina os seguintes exames para diagnósticos de leishmaniose visceral canina: ELISA indireto, exame parasitológico direto e indireto (citologia de medula óssea e linfonodos; aspirado esplênico para cultivo e PCR). Além disso, realiza acompanhamento clínico-ambulatorial ao tratamento experimental da leishmaniose visceral canina e consultoria à veterinários/guardiões sobre clínica médica e prevenção da leishmaniose canina.

Função do Laboratório:

Servir à comunidade da EMEVZ em suas atividades de ensino, pesquisa e extensão, possibilitando a utilização de computadores e acesso à internet para fins de pesquisa na web e realização de trabalhos acadêmicos. O Centro conta atualmente com quatorze máquinas em funcionamento.

 

  • Horário de atendimento:  segunda a sexta-feira, das 8:00 às 12:00  e  13:00 às 17:00 Hs.
  • Localização: 1º Andar, da Escola de Medicina Veterinária e Zootecnia, Sala: 208
  • Responsável: Adriano Sotero
Sigla: LabCarne
Contatos / E-mail: mcasilva@ufba.br; carlos.cavalheiro@ufba.br
Função do Laboratório:

 

O LabCarne foi criado em 2005 e, desde então, tem servido como instrumento de apoio às atividades de ensino, pesquisa e extensão, bem como na orientação dos profissionais que atuam na área de Inspeção e Tecnologia de Carnes e Derivados, bem como nas áreas de Segurança dos Alimentos e de Saúde Pública. Da mesma forma, o LabCarne visa atender a demanda de aulas práticas das disciplinas do curso de graduação em Medicina Veterinária, bem como de atividades de pesquisa do corpo discente tanto em nível de graduação quanto de pós-graduação, inclusive de outras Instituições de Ensino de Medicina Veterinária. Ainda nesse sentido, tem por função prestar serviço especializado referente ao Controle de qualidade das carnes das diferentes espécies animais (bovina, bubalina, caprina, ovina, suína, aves e pescado) e seus Derivados, comestíveis ou não, além de desenvolver pesquisas relacionadas à Inspeção, Ciência e Tecnologia de Carnes e Derivados.

A equipe do LabCarne també é composta por:

  • Nilma Pereira Costa (Técnica – Bióloga)
  • Med. Vet. Adrielle Bahiense Trevisan (Doutoranda)
  • Med. Vet. Josy de Lima Godói (Mestranda)
  • Anísio Iuri Lima dos Santos Rosário (Bolsista PIBIC)
  • Laércio Diniz Queiroz Silva (Bolsista PIBIC)
  • Marcos Cruz dos Santos (Bolsista PIBIC)
  • Everton Lima (Bolsista PIBIC)
  • Mateus Neves (Bolsista PIBIC)
  • Thainara Rocha (Bolsista Voluntária PIBIC)
  • Ewerton Luan Santos de Oliveira (Bolsista Permanecer)
  • Guilherme Figueiredo (Bolsista Permanecer)
Principais Linhas de Pesquisa:
  • Estudo sobre as principais alterações em carcaças e vísceras comestíveis de diferentes espécies animais: impactos econômicos e de saúde pública;
  • O papel dos alimentos de origem animal na veiculação de agentes patogênicos aos seres humanos: um problema de saúde pública;
  • Avaliação da qualidade microbiológica, físico-química e sensorial de produtos de origem animal elaborados e/ou comercializados no estado da Bahia;
  • Encapsulação de probióticos, prebióticos e simbióticos e aplicação em produtos de origem animal;
  • Qualidade de carne e produtos cárneos.

 

Descrição:

O laboratório realiza análises microbiológicas de carnes das diferentes espécies animais, produtos cárneos e pescado produzidos e comercializados no estado da Bahia no intuito de verificar a qualidade destes produtos bem como sugerir medidas que possam melhorar as características de produção e comercialização a fim de contribuir para a manutenção da saúde pública. Nos últimos anos o LabCarne tem desenvolvido importantes projetos de colaboração técnico-científica, a exemplo do  projeto intitulado “Avaliação higiênico-sanitária de ostras (Crassostrea spp) cultivadas e capturadas no litoral da Baía de Todos os Santos e Baixo sul da Bahia”, como apoio da Bahia Pesca S.A. Ao longo de cerca de uma década de existência, o LabCarne já desenvolveu ou colaborou com cerca diversos projetos de pesquisa e/ou extensão, bem como contribuiu de forma significativa no desenvolvimento de diversos trabalhos de conclusão de curso (TCC), monografias de especialização, dissertações de mestrado e teses de doutorado, consolidando-se como uma importante base de apoio e referência na formação de recursos humanos nas referidas áreas de atuação no Estado da Bahia. No Congresso UFBA – 70 anos, realizado em julho de 2016, foi apresentada uma palestra intitulada “A importância da inspeção de alimentos de origem animal na formação do médico veterinário e a sua contribuição para a sociedade”, onde alguns desses dados foram apresentados e que podem ser verificados no arquivo em PDF anexo disponível para consulta.

Sigla: LaITLeite
Contatos / E-mail: mevlableite@gmail.com; marioncosta@ufba.br
Função do Laboratório:

O LaITLeite auxilia nas atividades de ensino, pesquisa e extensão, bem como na orientação dos profissionais solicitantes acerca da Inspeção e Tecnologia de Leite e Derivados. Desta forma, o laboratório atender a demanda de aulas práticas da disciplina MEV 157, prestar serviço especializado referente ao Controle de qualidade do Leite e Derivados e desenvolve pesquisas relacionadas a Inspeção, Ciência e Tecnologia de Leite e Derivados.

A equipe do LaITLeite é composta também por:

  • Davino Alves dos Santos Neto
  • Jaqueline Araújo Freire de Alcântara
 
Principais Linhas de Pesquisa:
  • Avaliação físico-química e microbiológica de leite e derivados
  • Inspeção, Ciência e Tecnologia de Leite e Derivado
  • proveitamento de subprodutos do processamento de alimentos na cadeia produtiva leiteira
Descrição:

O Laboratório de Inspeção e Tecnologia de Leite e Derivados – LaITLeite – da Universidade Federal da Bahia (UFBA), coordenado pela professora Drª Marion Pereira da Costa, desenvolve atividades de ensino, pesquisa e extensão, realizando análises físico-químicas e microbiológicas de leites e derivados de diferentes espécies. Ademias, o LaITLeite atende à comunidade externa atuando como elemento de suporte à indústria, a produtores de leite e órgão fiscalizadores que necessitem monitorar a qualidade do leite e derivados.

Sigla: LANA - UFBA
Contatos / E-mail: stefanie.alvarenga@ufba.br
Função do Laboratório:

Aulas práticas dos cursos de graduação em Medicina Veterinária, Zootecnia e Pós-graduação em Zootecnia, bem como execução de projetos de pesquisa e prestação de serviço de análises de alimentos para a comunidade.

 

Equipe do LANA: Gisele Rocha dos Santos (Responsável Técnica)

 

Principais Linhas de Pesquisa:

  • Nutrição e produção de Ruminantes
  • Exigências nutricionais de Ruminantes
  • Avaliação de alimentos para animais
  • Métodos de pesquisa para Ruminant
Grupo de Pesquisa:

Produção de Forragem nos trópicos: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/0898148088636142

Descrição:

O laboratório de Nutrição Animal (LANA), localizado nas dependências da Escola de Medicina Veterinária e Zootecnia (EMEVZ) da UFBA conta com toda a infraestrutura e equipamentos necessários para a realização de análises de alimentos para animais, atendendo amplamente às atividades de ensino, pesquisa e extensão nesta instituição. Este laboratório atende a grande parte das linhas de pesquisa do Programa de Pós-graduação em Zootecnia, onde é conduzida grande parte das análises de alimentos e outros materiais biológicos coletados em experimentos realizados nas fazendas Experimentais da UFBA. Além disso, nas dependências deste laboratório são realizadas aulas práticas de disciplinas nas áreas de nutrição animal e análise de alimentos dos cursos de Medicina Veterinária e Zootecnia e ainda disciplinas práticas do programa de Pós-graduação em Zootecnia. O laboratório também presta serviços para a comunidade de Salvador e diversas outras localidades, realizando análises bromatológicas em alimentos utilizados na alimentação de animais.

Sigla: LPV
Contatos / E-mail: alestrela@gmail.com
Função do Laboratório:

Serviço de diagnóstico - exames necroscópicos e histopatológicos, aulas práticas de necropsia da disciplina MEV 151 - Patologia II, suporte e desenvolvimento de Pesquisas junto ao Programa de Pós graduação Ciência Animal nos Trópicos.

A equipe do LPV é composta também por:

  • Altemar Teixeira da Costa;
  • Maria Wiliane de Albuquerque Bispo;
  • Evanilda Conceição Santos;
  • Washington Pedro França  e
  • Além de  quatro Médicos Veterinários pós-graduandos do Programa de Residência em Patologia Veterinária (curso credenciado pelo MEC).

Tel. de contato: (71) 3283-6739

Principais Linhas de Pesquisa:
  • Oncologia em animais domésticos, com ênfase para inflamação associada ao tumor e imunologia tumoral;
  • Oncologia mamária humana, animal e experimental; endocrinopatias; oftalmopatologia; patologia de animais selvagens; nefropatia em cães e gatos;
  • Dermatopatias;
  • Deficiências minerais e Intoxicações por plantas.
Descrição:

O Laboratório de Patologia Veterinária (LPV) do Hospital de Medicina Veterinária “Prof. Renato de Medeiros Netto” (HOSPMEV) da Escola de Medicina Veterinária e Zootecnia (EMVZ) da Universidade Federal da Bahia (UFBA) oferece serviço de diagnóstico (exames necroscópicos e histopatológicos) ao HOSPMEV-UFBA e ao Centro de Desenvolvimento Pecuário (CDP-UFBA), os quais fornecem atendimento veterinário diariamente a um grande número de animais de companhia e de produção da população urbana e rural. Além disso, o LPV-UFBA presta serviço de diagnóstico também à população local, regional e interestadual, bem como os criadores e donos de animais de companhia e produção, dos médicos veterinários autônomos, da vigilância sanitária municipal e estadual, principalmente, do Estado da Bahia.

O LPV recebe de segunda a sexta-feira das 07:00hrs as 19:00hrs cadáveres de animais domésticos para realização de necropsias (normal ou estética/cosmética), para elucidação da causa mortis, bem como biópsias (fragmentos de tecidos colhidos do animal vivo e fixados em formol a 10%) para avaliação histopatológica, ambos com a elaboração e emissão de relatório técnico (resultado) e registro fotográfico (se solicitado). Adicionalmente, durante a necropsia, se necessário, podem ser colhidas amostras para exames complementares.

O LPV atualmente conta com uma equipe de profissionais altamente capacitados, que inclui três Professores Doutores em Patologia, três Técnicos de Laboratório, um Técnico de Necropsia, quatro Médicos Veterinários Residentes em Patologia Veterinária (curso credenciado pelo MEC). Diariamente, o LPV-UFBA recebe diversos discentes (alunos de mestrado e doutorado do Programa de Pós-graduação do Programa de Ciência Animal nos Trópicos da UFBA, Bolsistas do Programa PIBIC, Permanecer e Monitoria (bolsistas e voluntários), além de estagiários extracurriculares e supervisionados que realizam suas partes de suas atividades no LPV-UFBA sob supervisão dos docentes, desta forma, o LPV exerce, diversas atividades de docência, pesquisa e extensão.

Sigla: LHBC
Contatos / E-mail: cayres@ufba.br
Função do Laboratório:

É um laboratório de pesquisa, prestando suporte a vários Grupos de Pesquisa, em especial Doenças de Ruminantes e Nutrição Animal. Possui atividades didáticas para alunos de graduação e pós-graduação. Presta serviço de exames hematológicos e bioquímicos para monitoramento de espécies silvestres em resgate, regulamentada e de interesse à pesquisa.

Principais Linhas de Pesquisa:
  • Doenças de Ruminantes.
  • Padronização de parâmetros hematológicos e bioquímicos de animais de interesse na Medicina Veterinária.
Grupo de Pesquisa:

Doenças de Ruminante  http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhorh/5542524558375213

Descrição:

As principais pesquisas realizadas estão relacionadas à biofunção de espécies domésticas, silvestres e aquáticas (peixes). Alberga alunos de graduação e pós-graduação que desenvolvem pesquisa e recebe estagiário regularmente.

Sigla: LPPC
Contatos / E-mail: pita@ufba.br
Função do Laboratório:

Pesquisa, prestação de serviços diagnósticos e formação de recursos humanos.

Principais Linhas de Pesquisa:

Diagnóstico, epidemiologia e relação parasita-hospedeiro de espécies de a protozoários coccídeos formadores de cistos, como Neospora caninum, Toxoplasma gondii, Sarcocystis spp. e Hammondia spp..

Grupo de Pesquisa:

Grupo de Pesquisa de Protozoários Coccídeos  / http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/4068000915446308

Descrição:

O LPPC tem realizado trabalhos pioneiros envolvendo protozoários coccídeos. Como destaque, estão incluídos os primeiros diagnósticos da neosporose bovina e canina no Brasil, além do primeiro isolamento in vitro de Neospora caninum no país. Entre os trabalhos correntes, destacam-se a identificação de componentes nas paredes de cistos e oocistos de Toxoplasma gondii e separação imunomagnética de estágios parasitários mediante emprego de anticorpos monoclonais. Uma outra linha de pesquisa recente tem sido a identificação de novas espécies de Sarcocystis spp. excretadas por gambás do gênero Didelphis, as quais podem estar relacionadas com a mieloencefalite protozoária equina e com mortalidade de aves exóticas. O GPPC tem oferecido treinamentos e realizado trabalhos em parcerias para alunos e profissionais, nacionais e estrangeiros, de diferentes áreas relacionadas com ciências da vida, incluindo biólogos, químicos, médicos veterinários e áreas afins.

Sigla: LAPEMIC
Contatos / E-mail: monica.mattos@ufba.br
Função do Laboratório:

Prestação de serviços diagnósticos, pesquisa e didático

A equipe do LAPEMIC  é formada por:
  • Profª. Drª. Monica Mattos dos Santos
  • Kathleen Ramos Deegan
Principais Linhas de Pesquisa:
  • Fungos Patogênicos de Interesse Veterinário;
  • Prospecção de produtos naturais como agentes antifúngicos
Descrição:

O LAPEMIC realiza análises micológicas de amostras biológicas e rações, fornecendo subsídios aos médicos veterinários no tratamento dos seus pacientes. Além disso, desenvolve pesquisas de prospecção de produtos naturais para o controle de fungos leveduriformes e filamentosos.

Sigla: LABORA e LABRA
Contatos / E-mail: laboraufba@gmail.com
Função do Laboratório:
LABORA: Pesquisa, didático, prestação de serviços diagnósticos.
LABRA: Pesquisa
Principais Linhas de Pesquisa:

LABORA:  Andrologia, Ginecologia; Obstetrícia, Fisiopatologia da reprodução; Inseminação artificial em pequenos animais; Inseminação atificial em tempo fixo em ruminantes e equinos. Reprodução de animais silvestres. Criopreservação espermática de diversas espécies.

LABRA: Andrologia, Criopreservação de gametas, Análises avançadas de parâmetros espermáticos

Grupo de Pesquisa:

Fisiopatologia da Reprodução Animal dos Trópicos – http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/1786548839992405

Biotecnologia da Reprodução de Equinos, Ruminantes e Animais Silvestres - http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/7283832972011506

Descrição:

LABORA: O Laboratório de Reprodução Animal (LABORA) dá suporte ao setor de Reprodução para todas as atividades de extensão, pesquisa e ensino desenvolvidas. No mesmo são realizadas citologias reprodutivas, diagnóstico de TVT, espermogramas completos para laudos (in natura, resfriado ou congelado), avaliação oocitária e de embriões, confecção de meios diluidores para manipulação e criopreservação de gametas, além de servir de local para execução de biotecnologias reprodutivas relacionadas à criopreservação celular (sêmen e embrião). O laboratório é responsável pela produção e manutenção de banco de germoplasma (sêmen) de diferentes espécies de animais domésticos (cães, felinos, bovinos, caprinos, ovinos e equinos) e de animais silvestres.

LABRA: O laboratório, em fase de reforma, dará suporte exclusivo às atividades de pesquisa relacionadas a manipulação, manutenção e criopreservação de gametas, além de servir para realização de análises avançadas da viabilidade espermática (cinética computadorizada e fluorescência).

Sigla: LASAB
Contatos / E-mail: lia@ufba.br
Função do Laboratório:
Ensino, Pesquisa e Prestação de Serviços Diagnósticos
 
Telefone de Contato: (71) 3283-6721
 
A equipe do LASAB também é composta por:
  • Antenor Leal
  • Rebeca Ayala Rosa
  • Nilma Costa
  • Bárbara Ferreira
Principais Linhas de Pesquisa:

Educação Sanitária e Manejo Produtivo na Avicultura Familiar - Objetivos: Identificar as causas de perdas e elaborar estratégias de intervenção visando aumento de produtividade para pequenos avicultores. Desenvolver e aplicar métodos de avaliação do impacto das intervenções nas comunidades. Levantamento Epidemiológico das Principais Enfermidades Avícolas na Bahia - Objetivos: Efetuar levantamento epidemiológico das doenças de aves do estado da Bahia, visando a criação de programas de prevenção e controle adequados para a situação de cada microrregião

Grupo de Pesquisa:

Ciência e Tecnologia Avícola - dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/9849542738817443

Descrição:

O laboratório tem como objetivos executar exames e oferecer suporte técnico-científico a pequenos avicultores, bem como a produtores de frangos de corte, poedeiras comerciais e de matrizes de avicultura comercial. Executar controle de contaminação ambiental de incubatórios avícolas. Assessorar os órgãos oficiais de defesa sanitária na elaboração de planos de controle de focos das principais doenças aviárias que interferem no comércio interestadual e internacional e na saúde pública. Efetuar levantamento epidemiológico das enfermidades avícolas, visando a criação de programas de prevenção adequados à cada região. Realizar a capacitação de profissionais para atuar na área de sanidade e produção avícola. Estudantes interessados em estágio podem se informar sobre a disponibilidade de vagas pessoalmente, por telefone ou por meio de mensagem eletrônica direcionada à coordenadora.

Sigla: LASP
Contatos / E-mail: vagnerleite@ufba.br
Função do Laboratório:

Ensino: Subsidiar as disciplinas de Química Analítica, Fundamentos da Ciência do Solo, Fertilidade do Solo e afins; Pesquisa: sobre Produção e Nutrição de Plantas Forrageiras; Prestação de Serviços: serviço de extensão com assistência e interpretação em análises de solo e realização de análise mineral de tecido foliar.

Contato: (71) 32836701

Principais Linhas de Pesquisa:
  • Produção de Forrageiras Hidropônicas
  • Nutrição e Adubação de Plantas Forrageiras
Grupo de Pesquisa:

Produção de Forragem nos Trópicos:  http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/0898148088636142

Descrição:

O LASP presta serviços de  suporte em pesquisas sobre produção e avaliação de plantas forrageiras; avaliação do estado nutricional de plantas forrageiras; avaliação mineral de alimentos para animais. Atualmente são desenvolvidas pesquisas sobre a avalição de forragem hidropoônica; adubação e nutrição de plantas forrageiras.

Possibilidade de estágio: A capacidade máxima para estágio sob orientação do coordenador do LASP é de cinco discentes. As seleções seguem as demandas de cada projeto, sendo que a aprovação na disciplina de Química é fundamental para a inscrição.

Sigla: LATOX/UFBA
Função do Laboratório:

O laboratório desempenha as seguintes funções: pesquisa, ensino e  prestação serviços diagnósticos.

Obs: Embora o laboratório disponha de infraestrutura física, equipamentos e professores especializados na área de atuação,as  atividades de prestação de serviços não estão sendo realizadas no momento,   devido à não disponibilidade de corpo técnico especializado para a realização de análises  de rotina.

As atividades de ensino e pesquisa,   continuam no entanto   em plena atividade colaborando  com a a formação de recursos humanos a nível de gradução e pós- graduação.

Principais Linhas de Pesquisa:
  • Avaliação fármaco-toxicológica de plantas de interesse em Medicina Veterinária (com ênfase à atividade antiparasitária e  avaliação  da toxicidade em cultura de células).
  • Micotoxinas e micotoxicoses de interesse em Medicina Veterinária e Saúde Pública.
Grupo de Pesquisa:
Descrição:

O Laboratório de Toxicologia da Escola de Medicina Veterinária e Zootecnia da UFBA atua na área de Ensino, Pesquisa e Extensão desde 1998 e tem como principais atividades: avaliação farmacotoxicológica de plantas de interesse em medicina veterinária e análise de micotoxinas em alimentos. Atualmente conta com a colaboração de docentes, pesquisadores e alunos de graduação e pós graduação com perfil multidisciplinar, desenvolvendo atividades de pesquisa em colaboração intra e inter institucionais.

Galerias de Fotos:
Sigla: LAVIR
Contatos / E-mail: nadia.rossi@ufba.br
Função do Laboratório:
  • Desenvolver e oferecer técnicas de imunodiagnósticos para as principais doenças virais que acometem animais de companhia e produção;
  • Produzir vacinas virais autogênicas;
  • Treinar acadêmicos do curso de Medicina Veterinária e profissionais da área para a colheita e processamento de amostras virais bem como a realização dos imunodiagnósticos;
  • Realizar os encontros da Liga Acadêmica de Viroses Veterinárias (LAVIVET), os quais fornecem conhecimentos acerca das principais doenças virais que acometem animais de companhia e produção.
  • Orientar projetos de pesquisas, extensão e conclusão de curso
A equipe do LAVIR também é composta por:
  • Kathleen Ramos Deegan (técnica)

Contato: (71) 3283-6743

Principais Linhas de Pesquisa:
  • Diagnóstico laboratoriais das principais doenças virais que acometem animais de companhia e produção;
  • Estudo das retroviroses veterinárias.
Grupo de Pesquisa:

Doenças Infecciosas dos Animais: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/6093202438911220

Descrição:

O LAVIR presta pesquisas e serviços de imunodiagnósticos das principais viroses veterinárias, com o envolvimento de acadêmicos bolsistas e voluntários. Ademais, o LAVIR promove palestras e capacitação voltadas aos médicos veterinários, bem como, promove estudos sobre a epidemiologia e patogenia das retroviroses animais.

Contatos / E-mail: claudioribeiro@ufba.br
Função do Laboratório:

Apoio às pesquisas realizadas na Escola de Medicina Veterinária e Zootecnia - EMEVZ/UFBA.

Descrição:

O laboratório conta com diversos equipamentos com fins multidiscilinares, como um cromatógrafo gasoso, HPLC, centrífuga refrigerada, liofilizador, capela, espectrofotômetro de absorção atômica, ultra freezer entre outros.

Contatos / E-mail: neidecruz36@gmail.com
Função do Laboratório:

Os Laboratórios Multiuso (2-4) têm a função de apoio às aulas práticas dos Cursos de Medicina Veterinária e Zootecnia, bem como, atende às demandas dos Programas de Pós-graduação da EMEVZ. Os espaços também são utilizados para a realização de mini-cursos, apresentações de monografias, defesas de teses ou dissertações e eventos afins.

Responsável: Edineide Santos da Conceição

Contato: (71) 32836712

Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira de 07h às 19h.

Os horários de utilização dos Laboratórios Multiuso são definidos no início de cada semestre junto à sua Coordenação. Horários vagos podem ser demandados pelos professores mediante consulta prévia.